Características Cedro australiano

  • Família: Meliaceae
  • Gênero: Toona
  • Espécie: Toona ciliata (M. Roem)
  • Origem: Índia, Malásia e Austrália

 

Souza (2009) destaca que o cedro australiano encontrou no Brasil condições edafoclimáticas favoráveis ao seu desenvolvimento.

O gênero Toona destaca-se pelo seu rápido crescimento e potencial produtivo (Bygrave&Bygrave, 2005).

A madeira é de boa qualidade e tem grande aceitação em todo o mundo para usos nobres, como fabricação de móveis e acabamentos em construção civil, semelhante ao cedro nativo do Brasil (LORENZI et al., 2003; PINHEIRO et al., 2003).

Principais características – resistência cientificamente comprovada à broca dos ponteiros Hipysipyla grandella, crescimento rápido, grande potencial produtivo, excelente adaptação, usos nobres, elevado valor da madeira, aceitação do mercado, ciclo relativamente curto.

  • Altura – porte médio/grande – 20m de altura e 1,2m de circunferência nos plantios encontrados no Brasil
  • Fuste – retilíneo podendo apresentar bifurcações
  • Forma do fuste – excelente
  • Copa – capitata esférica pouco densa em plantios comerciais
  • Raíz – pivotante bem desenvolvida

Características da madeira: Avermelhada brilhante, decorativa, fácil de trabalhar, moderadamente resistente a cupins, boa durabilidade, fácil secagem, armazenamento e desdobro, odor agradável.

  • Usos: serraria (utilização mais nobre), fabricação de móveis, acabamentos em construção civil, contraplacados, compensados, obras de entalhe e esculturas, em portas e janelas, na fabricação de portas grandes de garagens e porteiras, na construção naval e aeronáutica, para confecção de lápis, produção de caixas de charutos e muitas outras aplicações artísticas, confecção de instrumentos musicais e fundos de fórmica.
  • Densidade: – aproximadamente 0,55 g/cm3.

Produtividade

  • Potencial: IMA Volume 20/30 m3/ha/ano, podendo até mesmo ser superior.
  • Ciclo – aproximadamente 12 anos, podendo ser antecipado para 10 anos ou adiado, dependendo das condições específicas do povoamento, da necessidade de recursos e da finalidade da madeira. Em média 15 anos.
  • Crescimento – rápido: 04 meses Ht 1,20 m; 04 anos DAP médio 17,50 cm e Ht altura média 11,40 m; podendo atingir 20 m de altura e mais de 40 cm de DAP aos 15 anos (dados coletados em plantios comerciais) – desenvolvimento depende das condições de clima, solo, espaçamento e práticas silviculturais.
  • Cortes intermediários e finais – 4, 8, 10/15 (final)